PESQUISA



Pesquisa Avançada

PRÓX. LANÇAMENTOS

* NOVO TELEFONE (21) 2557-3960

comprovantes pgto enviar por e-mail (beatriz@anep.com.br)

A Esquemateca Vitória fechou. O Sr pode tentar mandar e-mail para o Jone( jone-fs@hotmail.com)

fone 21 2516-0802) ou Vivo(21) 99748-8419 (Whatsapp). Endereço: Rua Alexandre Mackenzie 40 Centro –

20221-410 Rio de Janeiro, RJ

A pessoa que recebeu o acervo da ESBREL já conseguiu digitalizar parte do material. Ele se chama

J R Mano-manorc1@manorc.com.br. (51) 9731-1158 (WhatsApp)

Tem também uma firma em Caxias chamada EPEL fone(21) 2772-4838 (atepel@atepel.com.br) que vende esqu

Endereço: Av Duque de Caxias 190 loja Centro -25070-070 Duque de Caxias, RJ

NEWSLETTER

Fique sabendo das novidades da Editora Antenna através do nosso Newsletter!

Cadastre-se aqui!

SEJA NOSSO AUTOR

Venha ser um autor da Editora Antenna! Para obter maiores informações a respeito, clique aqui.

ENQUETE

Como você chegou até nosso site?


Resultados


CADASTRO

Seja nosso cliente e aproveite todas as vantagens do site!

Cadastre-se agora!

LOGIN

REVISTAS

DETALHES DO LIVRO



Plásticos de Engenharia Tecnologia e Aplicações


Hélio Wiebeck / Júlio Harada



350 páginas - 1ª edição - 2005


ISBN: 858809827X


Formato: 17 x 24


Referência: ART-27-X


R$88,00       


indicar para um amigo


Para não perderem mercado, as empresas buscam aumentar sua produtividade com qualidade, ao mesmo tempo em que procuram racionalizar os custos. E um dos caminhos para se atingir essas metas está na substituição de peças metálicas por outras, construídas com plásticos de engenharia. Justamente por isso é que os plásticos de engenharia vêm ganhando cada vez mais espaço.

Reconhecidos por sua longa e diversificada vivência na pesquisa e desenvolvimento de tecnologia de negócios no mercado de Plásticos de Engenharia, os autores combinaram as experiências em suas disciplinas para compor uma obra singular, que apresenta, ao longo dos seus capítulos, um balanço sempre dosado de elementos técnicos com dados de mercado. Esse ponto, raramente atingido em obras com temas similares, tanto no Brasil quanto no exterior, diferenciam o trabalho ao fixar o interesse do leitor nas intrincadas estruturas moleculares das resinas de engenharia, sem abrir mão do prazer da leitura, ao apresentar exemplos práticos de utilização, tangíveis no dia-a-dia do consumidor.

Conhecer esse material é de primordial importância para os técnicos, engenheiros, supervisores, gerentes de empresas de transformação de plásticos, assistentes técnicos, pessoas relacionadas com vendas e ainda os compradores, pois a cada dia será mais comum a tarefa de escolher um ou outro desses materiais.

Este livro é dirigido também para alunos de escolas técnicas do plástico, para graduandos ou pós-graduandos em faculdades e universidades que possuem cursos na área da tecnologia dos plásticos em seu currículo. Com farta ilustração, eles encontrarão nesta obra explicações para conceitos complexos. E terão em mãos um manual completo para criar peças e aprofundar conhecimentos sobre plásticos de engenharia.

1 - Plásticos de engenharia

1.1 - Introdução

2 - Polietileno de ultra-alto peso molecular - PEUAPM

2.1 - Introdução
2.2 - Características
2.3 - Propriedades
2.3.1 - Propriedades químicas
2.4 - Aplicações
2.5 - Métodos de transformação do PEUAPM
2.5.1 - Moldagem por compressão
2.5.2 - Extrusão Ram

3 - Estirênicos

3.1 - Copolímeros de estireno
3.2 - Obtenção dos monômeros
3.2.1 - Acrilonitrila
3.2.2 - Butadieno
3.2.2.1 - Características do butadieno
3.2.3 - Estireno
3.2.3.1 - Características do estireno
3.2.4 - Resina de SAN (Estireno Acrilonitrila)
3.2.4.1 - Polimerização
3.2.4.2 - Propriedades
3.2.4.3 - Processamento
3.2.4.4 - Aplicações
3.2.5 - Resina de ABS
3.2.5.1 - Preparação das resinas de ABS
3.2.5.2 - Propriedades das resinas de ABS
3.2.5.3 - Processamento
3.2.5.4 - Expansão do ABS
3.2.5.5 - ABS reforçado
3.2.5.6 - Aplicações
3.2.5.7 - Grades especiais de ABS

4 - Poliacetal

4.1 - Introdução
4.2 - Histórico 68
4.3 - Obtenção do monômero
4.4 - Produção do polímero
4.4.1 - Homopolímero
4.4.2 - Copolímero
4.5 - Estrutura molecular
4.6 - Tipos comerciais
4.6.1 - Homopolímeros
4.6.2 - Copolímeros
4.7 - Propriedades dos poliacetais
4.7.1 - Propriedades mecânicas
4.7.2 - Propriedades térmicas
4.7.3 - Propriedades elétricas
4.7.4 - Propriedades químicas

5 - Poliamida 6 e Poliamida 6.6

5.1 - Introdução
5.2 - Histórico
5.3 - Vantagens e desvantagens das PA
5.4 - Tipos de poliamida
5.5 - Polimerização das poliamidas 6 e 6.6
5.6 - Relação estrutura e propriedades
5.7 - Propriedades características
5.8 - Característica térmica das poliamidas
5.9 - Características elétricas
5.10 - Resistência química das poliamidas 6 e 6.6
5.11 - Compostos e compósitos com náilon
5.12 - Aditivos
5.12.1 - Termoestabilizantes/antioxidantes
5.12.2 - Antiultravioleta
5.12.3 - Antichama
5.12.4 - Antiestáticos
5.12.5 - Agentes nucleantes
5.12.6 - Lubrificantes
5.12.7 - Desmoldantes
5.12.8 - Modificadores de impacto
5.13 - Copolímeros 6.6/6; 6/6.6
5.13.1 - Características de processamento
5.13.2 - Campo de aplicação das poliamidas

6 - Poliamidas aromáticas

6.1 - Histórico
6.2 - Nomenclatura
6.3 - Estrutura
6.4 - Propriedades
6.5 - Principais poliaramidas no mercado
6.5.1 - Nomex
6.5.2 - Conex
6.5.3 - Technora
6.5.4 - Kevlar
6.6 - Aplicações gerais
6.6.1 - Artefatos à base de poliamidas aromáticas

7 - Policarbonato

7.1 - Introdução
7.2 - Histórico
7.3 - Obtenção
7.3.1 - Produção do monômero
7.3.1.1 - Fosgênio
7.3.1.2 - Bisfenol A ou BPA
7.3.2 - Produção do polímero
7.3.2.1- Intercâmbio de esteres
7.3.2.2 - Processo de fosgenização
7.4 - Relação entre estrutura e propriedades
7.4.1 - Propriedades gerais
7.4.2 - Propriedades químicas
7.4.3 - Propriedades mecânicas
7.4.4 - Propriedades ópticas
7.5 - Processamento do policarbonato
7.5.1 - Pré-tratamento
7.5.2 - Processos de transformação
7.5.2.1 - Moldagem por injeção
7.5.2.2 - Moldagem por termoformagem
7.5.2.3 - Extrusão
7.5.3 - Reciclagem
7.6 - Aplicações

8 - Poliésteres e copoliésteres especiais

8.1 - Introdução
8.2 - Histórico
8.3 - Processo de obtenção
8.4 - Estrutura molecular
8.5 - Principais características e propriedades do PET
8.6 - Processamento do PET
8.6.1 - Secagem
8.6.2 - Desumidificação
8.7 - Processos de moldagem do PET
8.7.1- Moldagem por injeção
8.7.2 - Moldagem por injeção e sopro
8.7.3 - Moldagem por extrusão
8.7.4 - Moldagem por extrusão e sopro
8.7.5 - Fabricação de fibras
8.8 - Propriedades
8.9 - Massa molar
8.10 - Cristalinidade
8.11 - Morfologia x características
8.12 - Propriedades mecânicas
8.13 - Propriedades de barreiras
8.14 - Leveza
8.15 - Transparência e brilho
8.16 - Resistência química
8.17 - Higroscopicidade
8.18 - Processos de degradação
8.18.1 - Hidrólise
8.18.2 - Térmica
8.19 - Reciclabilidade
8.20 - Aplicações
8.21 - Reciclagem
8.22 - PETG Poli (tereftalato de etileno glicol)
8.22.1 - Propriedades
8.22.2 - Processamento
8.23 - PBT - Poli(tereftalato de butileno)
8.23.1 - Propriedades
8.23.2 - Aplicações
8.24 - PCT (Poli(1,4–ciclohexilenodimetileno tereftalato)
8.24.1 - Propriedades
8.24.2 - Processamento
8.24.3 - Aplicações
8.25 - LCP - Polímeros líquidos cristalinos
8.25.1 - Obtenção
8.25.2 - Propriedades
8.25.3 - Aplicações

9 - PPS - Polissulfeto de fenileno

9.1 - Histórico
9.2 - Principais características
9.3 - Tipos de resina
9.4 - Síntese
9.5 - Cristalinidade
9.6 - Temperatura de transição vítrea/razão de Poisson
9.7 - Propriedades térmicas e físicas
9.8 - Propriedades mecânicas
9.9 - Absorção de água pela resina de PPS
9.10 - Módulo Creep (Resiliência)
9.11 - Resistência química
9.12 - Processamento
9.13 - Aplicações típicas
9.13.1 - Aplicações automotivas
9.13.2 - Eletrodomésticos
9.13.3 - Eletroeletrônicos
9.13.4 - Outras aplicações industriais

10 - Poli(Óxido de fenileno)

10.1 - Blendas de PPO modificado
10.1.1 - PPOs estirênicos
10.,1.2 – PPOs/poliamidas

11 - Blendas poliméricas

11.1 - Miscibilidade
11.2 - Compatibilização de blendas imiscíveis
11.3 - Métodos experimentais para avaliar a miscibilidade e compatibilização de blendas
11.3.1 - Ensaios mecânicos
11.3.2 - Microscopia eletrônica
11.3.3 - Análise térmica
11.3.4 - Outras técnicas
11.4 - Métodos estatísticos para avaliar a miscibilidade e compatibilização de blendas

12 - Compostos – plásticos carregados

12.1 - Plásticos carregados: compostos
12.1.1 - Carbonato de cálcio
12.1.1.1 - Aplicações
12.1.2 - Negro-de-fumo: introdução
12.1.2.1 - Composição do negro-de-fumo
12.1.2.2 - Processos de fabricação dos diferentes tipos de negros-de-fumo
12.1.2.3 - Propriedades dos negros-de-fumo
12.1.2.4 - Classificação dos negros-de-fumo
12.1.2.5 - Influência dos negros-de-fumo nas propriedades dos compostos de borracha
12.1.3 - Sulfato de bário
12.1.4 - Feldspatos
12.1.4.1 - Introdução
12.1.4.2 - Propriedades físicas
12.1.4.3 - Propriedades elétricas
12.1.4.4 - Propriedades térmicas
12.1.4.5 - Propriedades ópticas
12.1.4.6 - Aplicações
12.1.5 - Alumina tri-hidratada ou trihidróxido de alumínio
12.1.5.1 - Introdução
12.1.5.2 - Propriedades físicas
12.1.5.3 - Propriedades térmicas
12.1.5.4 - Retardantes de chama
12.1.5.5 - Aplicações
12.1.6 - Sílica natural
12.1.6.1 - Introdução
12.1.6.2 - Usos e aplicações
12.1.7 - Caulim
12.1.7.1 - Introdução
12.1.7.2 - Características
12.1.7.3 - Aplicações
12.1.7.3.1 - Reforço para borracha
12.1.7.3.2 - Caulim para plásticos e tintas plásticas
12.1.8 - Talco
12.1.8.1 - Introdução
12.1.8.2 - Usos e aplicações
12.1.8.3 - Aplicações plásticas
12.1.9 - Agalmatolito
12.1.9.1 - Geologia e ocorrências
12.1.9.2 - Aspectos gerais
12.1.9.3 - Beneficiamento do agalmatolito
12.1.9.4 - Propriedades
12.1.9.5 - Aplicações
12.1.9.6 - Informações físicas e químicas
12.1.10 - Sílica sintética
12.1.10.1 - Introdução
12.1.10.2 - Aplicação

13 - Compósitos ou plásticos reforçados

13.1 - Introdução
13.2 - Fibras
13.3 - Matriz
13.4 - Matéria-prima
13.4.1 - Fibras de vidro
13.4.1.1 - Tipos de fibra de vidro
13.4.1.2 - Agentes de acoplamento e protetores
13.4.1.3 - Considerações de projeto
13.4.1.4 - Matrizes termorrígidas
13.4.1.5 - Matrizes termoplásticas
13.4.2 - Fibras de carbono e grafite
13.4.2.1 - Processo fibra de carbono poliacrilonitrila
13.4.2.2 - Estabilização
13.4.2.3 - Carbonização
13.4.2.4 - Tratamento de superfície
13.4.2.5 - Calibração
13.4.2.6 - Processo de fibra de carbono baseado em piche
13.4.2.7 - Usos
13.4.3 - Fibras de aramida
13.4.4 - Fibras de polietileno
13.4.4.1 - Propriedades
13.4.4.2 - Aplicações
13.5 - Comparação entre as propriedades mecânicas das fibras
13.6 - Processos de conformação
13.6.1 - Moldagem por contato
13.6.2 - Moldagem por pressão
13.6.3 - Moldagem por compressão
13.6.4 - Moldagem por transferência
13.6.5 - Bobinagem
13.6.6 - Pultrusão

14 - Fluoroplásticos

14.1 - Introdução
14.2 - Politetrafluoretileno
14.2.1 - Estrutura do PTFE
14.2.2 - Propriedades do PTFE
14.2.2.1 - Propriedades mecânicas
14.2.2.2 - Propriedades químicas
14.2.2.3 - Propriedades elétricas
14.2.3 - Compostos e compósitos de PTFE
14.3 - Copolímero de propileno-etileno fluorado – FEP
14.3.1 - Propriedades
14.3.1.1 - Transições e relaxamentos
14.3.1.2 - Estabilidade térmica
14.3.1.3 - Efeitos de radiação
14.3.1.4 - Propriedades mecânicas
14.3.1.5 - Propriedades elétricas
14.3.1.6 - Propriedades químicas
14.3.1.7 - Propriedades ópticas
14.3.2 - Fabricação
14.4 - Perfluoroalcóxi (PFA)
14.5 - Policlorotriflúoretileno - PCTFE
14.6 - Copolímero de etileno-clorotriflúoretileno - ECTFE
14.7 - Copolímero de etileno-tetraflúoretileno - ETFE
14.8 - Poli (fluoreto de vinilideno) (PVDF)
14.9 - Poli(fluoreto de vinila) - (PVF)
14.10 - Conclusões gerais

15 - Silicones

15.1 - Introdução
15.2 - Nomenclatura
15.3 - Produção dos silicones
15.4 - A natureza e propriedades das borrachas de silicone
15.5 - Tipos de silicone
15.6 - Vulcanização de borrachas de silicone
15.7 - Aplicações
15.8 - Fluidos (óleos) de silicone
15.9 - Pastas e graxas de silicone
15.10 - Géis, gomas e borrachas de silicone
15.11 - Resinas de silicone 2

16 - Polímeros de alto desempenho - (PI, PPA, PK, PSU, PEK, PU
SPS, PAR)

16.1 - Plásticos de alto desempenho: evolução histórica
16.2 - Poliimidas
16.2.1 - Abreviação
16.2.2 - Cadeia da poliimida
16.2.3 - Características do polímero
16.2.4 - Propriedades gerais
16.2.5 - Aplicações
16.3 - Poliftalamida
16.3.1 - Abreviação
16.3.2 - Obtenção da poliftalamida
16.3.3 - Características do polímero
16.3.4 - Propriedades gerais
16.3.5 - Aplicações
16.4 - Policetonas
16.4.1 - Abreviação
16.4.2 - Cadeia do PK - poli(cetona)
16.4.3 - Características do polímero
16.4.4 - Propriedades gerais 2
16.4.5 - Aplicações
16.5 - Polisulfona
16.5.1 - Abreviação: PSU (polysulfhone)
16.5.2 - Característica do polímero
16.5.3 - Propriedades gerais
16.5.4 - Aplicações
16.7 - Poliuretano
16.7.1 - Abreviação: PU
16.7.2 - Cadeia do poliuretano
16.7.3 - Características do polímero
16.7.4 - Propriedades gerais
16.7.5 - Aplicações
16.7.6 - Tipos
16.8 - Poliestireno e poliestireno sindiotático
16.8.1 - Abreviação
16.8.2 - Cadeia do PS
16.8.3 - Aplicações
16.8.4 - Poliestireno sindiotático - SPS
16.8.5 - Características
16.8.5.1 - Estabilidade térmica
16.8.5.2 - Resistência química
16.8.5.3 - Rigidez
16.8.5.4 - Propriedade auto-extingüível
16.8.5.5 - Resistência mecânica
16.9 - Poliarilatos
16.9.1 - Abreviação: PAR
16.9.3 - Propriedades
16.9.4 - Aplicações

17 - Seleção de materiais

Referências bibliográficas

Anexos
Plásticos Basf e suas aplicações
Plásticos Braskem e suas aplicações
Plásticos Dupont e suas aplicações
Plásticos Eastman e suas aplicações
Plásticos GE e suas aplicações
Plásticos Ipiranga e suas aplicações
Plásticos Lanxess e suas aplicações 3
Plásticos Lati e suas aplicações
Plásticos Petroquímica Triunfo e suas aplicações
Plásticos Petroquímica União e suas aplicações
Plásticos Polibrasil e suas aplicações
Plásticos Policarbonatos do Brasil e suas aplicações
Plásticos Radici e suas aplicações
Plásticos Rhodia e suas aplicações
Plásticos Solvay e suas aplicações
Plásticos Ticona e suas aplicações

Colaboradores

Hélio Wiebeck - Hélio Wiebeck é Engenheiro Químico graduado pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, licenciado em Química pela Universidade Metodista de Piracicaba. Possui especialização em Polímeros, na cidade de Osaka, Japão. Professor Dr. Da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo na área de Polímeros, em cursos de graduação e pós-graduação. Possui artigos técnicos científicos publicados no Brasil e no exterior. É consultor do Programa Disque Tecnologia da Universidade de São Paulo. Coordenador da Comissão Técnica de Reciclagem da Abpol – Associação Brasileira de Polímeros.
>> Site: http://

Júlio Harada - Júlio Harada – Formado pela Unesp – Faculdade de Tecnologia de São Paulo, em 1972, pós-graduado em Administração Industrial pela USP em 1982; em Plásticos no OMTRI Osaka Municipal Technical Research Institute (Instituto Municipal de Pesquisa e Desenvolvimento), em Osaka, Japão, no ano de 1982; em Comércio Exterior pela UNIP, em 1988. Realizou estágios de transformação e construção de produtos descartáveis de plásticos na American Can Co. (EUA); de fabricação de poliestireno pelo processo da massa contínua na Monsanto (EUA); e na fabricação de poliestireno e copolímeros na Basf S.A., em suas unidades da Alemanha, EUA e México. Foi professor da Escola Técnica do Plástico Frederico Jacob (SENAI), Escola Técnica Industrial Lauro Gomes, de São Bernardo do Campo (SP), gerente de produção da empresa DIXIE S.A. e gerente de serviços técnicos da empresa Monsanto S.A. Autor do livro “Moldagem por injeção: projetos e princípios básicos”. Atualmente ministra cursos de Transformação de Plástico na Universidade de S. Paulo, no Instituto Avançado do Plástico e na ABPol Associação Brasileira de Polímeros. É diretor da ABPol e membro da SPE Society of Plastics Engineers e da AEA Associação Brasileira de Engenharia Automotiva. É coordenador de serviços técnicos e desenvolvimento da empresa BASF S.A.
>> Site: http://


LEIA TAMBÉM


Do(s) Mesmo(s) Autor(es):


Injeção para Termoplásticos - Produtividade Com Qualidade

Moldes Para Injeção de Termoplásticos

Reciclagem do Plástico

Do Mesmo Tema:


Plásticos de Engenharia – Principais tipos e sua moldagem por injeção


Copyright © 2006 Antenna Edições Técnicas - Produzido por Marcelo S. Macedo
Av. Marechal Floriano, 151 - Centro - Rio de Janeiro - RJ - CEP: 20080-005
Tel: (21)2223-2442 - Fax: (21)2263-8840